Notícias

Investir em educação é possível mesmo com pouco dinheiro

Investir em educação

O primeiro passo para aqueles que querem realizar uma mudança na vida e promover um salto na carreira é investir em educação e ensino. Infelizmente, os profissionais que interromperam os seus estudos logo após o Ensino Médio encontram bem menos oportunidades no mercado de trabalho. Quem está contratando quer que os seus funcionários tenham mais do que o básico, procurando pessoas com alguns anos a mais de estudo.

Investir em educação não é uma tarefa fácil. Longos cursos, como os de graduação, e instituições demasiadamente elitizadas fazem com que o ensino, de diferentes níveis, seja extremamente oneroso, representando altos gastos e, em alguns casos, a criação das temidas dívidas. Não é de se admirar, portanto, que muitos se afastem dos estudos, procurando evitar lidar com essa situação tão difícil.

Felizmente, contudo, a situação nunca esteve tão favorável para quem quer investir em educação, mas não quer gastar muito dinheiro. O mercado e as instituições de ensino estão percebendo que é uma boa opção oferecer ensino acessível e de qualidade para poder qualificar pessoas com poucos anos de ensino, abrindo portas para carreiras mais sólidas e duradouras.

Por isso, está crescendo a oferta de diferentes tipos de curso que possuem custo baixo para os estudantes, permitindo que muitos continuem a investir em educação, mesmo após o Ensino Médio.

Conheça melhor essas opções a seguir:

Ensino Técnico

O Ensino Técnico tem um objetivo muito simples: preparar profissionais para ingressarem rapidamente no mercado de trabalho. Com cursos focados no ensino prático, sendo ministrados em períodos de curto e médio prazo (dependendo da área), os estudantes aprendem como exercer uma nova função, seguindo as expectativas do mercado e dos empregadores.

Para ingressar em cursos de Ensino Técnico, não é preciso lidar com diversos pré-requisitos, sendo acessíveis para boa parte da população. Dessa forma, esse tipo de ensino serve como uma excelente porta de entrada para o mercado de trabalho. Além disso, muitos profissionais que iniciam suas carreiras a partir de um curso técnico depois conseguem recursos para fazerem um curso de graduação.

Cursos de extensão

Nem sempre é preciso ir atrás de cursos longos para fazer um bom investimento na sua educação. É o caso dos cursos de extensão, que preparam os profissionais em pouco tempo para se aprofundarem em uma nova área de conhecimento.

Profissionais e estudantes que não têm muito tempo e recursos para fazer uma Pós-graduação, por exemplo, podem ir atrás de cursos de extensão antes de recorrerem a uma especialização – uma vez que esses cursos mais curtos conseguem abordar temas com profundidade, além de serem bons para networking.

Ensino a Distância

Das opções de ensino de baixo custo que estão com tudo hoje em dia, o EAD (ou Ensino a Distância) com certeza é a que mais se destaca. Para diferentes orçamentos, os cursos ministrados a distância têm se mostrado como excelentes opções para quem não quer ou não pode gastar muito.

Com cursos completos e reconhecimento do Ministério da Educação, o EAD conquista mais pessoas que querem administrar melhor o seu tempo e querem poder investir em seu futuro sem ter que temer dívidas. E isso tudo é possível porque cursos desse tipo possuem custos menores para as instituições de ensino, que podem oferecer um curso igual ao presencial, só que por mensalidades bem mais satisfatórias para o bolso do estudante.

Quer conhecer cursos acessíveis para você?

A FAESDE conta com excelentes opções de cursos para você que não quer gastar muito. Para conhecê-los, basta clicar aqui.

Mais notícias

Dez cursos técnicos para estudar de casa
Mais de 100 cursos online da FAESDE para fazer durante a quarentena
Tudo o que você precisa saber sobre EAD
7 motivos para fazer um curso a distância em 2020

Receba os nossos informativos

Fique por dentro das novidades na Faesde e receba dicas exclusivas para o mercado de trabalho.