Notícias

6 técnicas de memorização que você precisa conhecer

Alunos regulares, concurseiros e até mesmo professores precisam sempre estar estudando e memorizando conceitos e ideias. Para isso, precisam desenvolver técnicas de memorização que sejam realmente eficazes, seja em situação de prova, seja ministrando aulas.

Parece difícil, mas com mudanças simples na forma com que lemos o conteúdo, já é possível estabelecermos mecanismos que sejam adequados ao ritmo de estudo.

Neste post trazemos 6 técnicas de memorização que podem fazer a diferença para quem precisa estar com as ideias na ponta da língua. Veja só:

1. Ler várias vezes o conteúdo

A primeira leitura nunca é suficiente para registrar as ideias, porque sua mente ainda não está preparada para internalizar o que leu. Portanto, leia e releia, parágrafo por parágrafo, e só continue a leitura quando estiver certo de que está compreendendo as ideias.

2. Explicar para um amigo

Explicar o conteúdo para um amigo é uma boa maneira de identificar se realmente memorizou o conteúdo estudado. Muitas vezes confiamos somente na memória e nos métodos de memorização baseados em repetição, mas quando explicamos para alguém, garantindo que a pessoa compreende o que estamos dizendo, tiramos a prova sobre termos ou não entendido os conceitos.

3. Encontrar algum aspecto que o interesse na matéria

De modo geral, só guardamos na memória com facilidade aquilo que nos interessa. Portanto, mesmo que esteja estudando algo que pareça muito distante de sua realidade, procure encontrar a utilidade para o seu dia a dia, ou para as pessoas com quem convive e, se possível, fazer links com assuntos de que gosta.

4. Fazer resumo e fichamento do conteúdo lido

Muitos consideram que escrever é uma das mais importantes técnicas de memorização, já que você precisa usar todo o seu conhecimento para comentar os assuntos sobre os quais estudou.

De fato, quando escrevemos, utilizamos outros recursos argumentativos e discursivos para comentar assuntos de que sabemos bem. Se não estiver com a matéria bem estudada, dificilmente vai escrever um bom texto, independentemente do assunto.

5. Realizar testes e simulados

Testar os conhecimentos pode ajudar muito na memorização, já que você precisará usar a memória para responder às questões propostas e, inclusive, se colocará em situação de prova, o que ajuda a perceber o tempo que demora para responder cada questão e se, de fato, conseguiu absorver todo o conteúdo estudado.

6. Ler em voz alta ou em frente a um espelho

Se você não tem um amigo com quem conversar sobre os assuntos que está estudando ou mesmo se precisa apresentar algum trabalho diante de uma banca, vale a pena estudar lendo em voz alta, mas também fazer a apresentação diante de um espelho.

Com isso, você identifica não apenas os temas que ainda não memorizou, mas tem a chance de perceber se está fazendo uma apresentação adequada. Se necessário, grave a sua própria voz enquanto explica algum conteúdo e veja o que achou de sua performance.

O que achou de conhecer essas 6 técnicas de memorização? Há alguma que já tenha colocado em prática e que funcionou de acordo com o esperado? Conte sobre sua experiência aqui nos comentários!

Mais notícias

Dez cursos técnicos para estudar de casa
Mais de 100 cursos online da FAESDE para fazer durante a quarentena
Tudo o que você precisa saber sobre EAD
7 motivos para fazer um curso a distância em 2020

Receba os nossos informativos

Fique por dentro das novidades na Faesde e receba dicas exclusivas para o mercado de trabalho.